Colaboradores do HUJBB iniciam a programação do Natal Solidário

Começa nesta sexta-feira, 15, a Festa Natalina do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), do Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA)/ Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. A iniciativa é dos colaboradores, com o apoio dos gestores da instituição hospitalar. A programação (AQUI) começa às 9hs, com a visita do Papai Noel nas clínicas do hospital. Até o dia 22, a agenda dos pacientes estará repleta de atividades, com distribuição de brinquedos, cestas básicas, material de higiene e show especial do cantor paraense Marcos Monteiro, confirmado para o dia 21, das 17hs às 19hs. Mais informações pelos telefones: (91) 98948-3081 (wathsapp) - Rita Duarte/ 98138-8969 ou 98745-3043 - falar com Micheline Benjamin.

Especificamente, a programação do Natal Solidário aconteceu antecipadamente às crianças da Pediatria do HUJBB, na tarde do dia 29 de novembro passado com um passeio de 30 crianças e seus acompanhantes à “Vila Encantada”, do shopping Bosque Grão Pará. A equipe organizadora foi a Unidade Psicossocial do hospital. A realização teve patrocínio da Sra. Carol Madeira, que concedeu os ingressos e o ônibus foi cedido pela NP Turismo.

A psicóloga Rita Duarte e a enfermeira Micheline Benjamim, ambas da Pediatria e integrantes da comissão organizadora, informam que o diferencial da festa natalina deste ano é que todas as clínicas do HU estão envolvidas: Clínica Médica, Pneumologia, Infectologia, Pediatria, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Endocrinologia, Cardiologia, Gastroenterologia e Neurologia e Urologia, além da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia.


Pará nós, essa programação é um desafio, porque é muito trabalho e não podemos parar o que fazemos na assistência. Não é festa, é uma programação realizada ao longo de uma semana, com atividades psicopedagógicas o dia inteiro, com a participação de todas as clínicas e articulação de algumas enfermeiras e da equipe da Unidade da Psicossocial. A proposta foi pensada a partir da solicitação dos outros setores, porque o nosso objetivo era fazer só a da Pediatria”,

diz Rita.

Ela comenta que a programação é um momento para amenizar o sofrimento dos pacientes, sobretudo, os que estão distantes de suas casas, seja de Belém, seja do interior do Pará. Para ela, a partir de experiências anteriores de comemorações de datas especiais, como o Dia das Mães, dos Pais e das Crianças,

é a ocasião que as nossas crianças se sentem amadas”.

A enfermeira Micheline completa dizendo que,

de alguma forma, é quando se sentem acolhidos maternalmente, por estarem fora do seio familiar”.


Texto: Edna Nunes/ Silvia Giese – Ascom Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.
Foto: Silvia Giese – Estagiária do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.