Hospitais Universitários do Pará recebem R$ 1,8 milhão em recursos financeiros

Os hospitais universitários federais contarão com um importante reforço financeiro para suas atividades de assistência, ensino e pesquisa. Foram liberados R$ 79,5 milhões para 48 unidades hospitalares, incluindo os hospitais da Rede Hospitalar Ebserh, por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (1). Os recursos são do Ministério da Saúde (MS), liberados pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Os hospitais universitários que compõem o Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará receberão R$ 1,8 milhão em recursos para custeio.

O Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB) receberá o total de R$ 1.470.579,00, dos quais R$538 mil (equivalente a 36% do valor) serão investidos em contratos de prestação de serviços de limpeza interna e externa do hospital, bem como serviços complementares de anestesiologia para as cirurgias da instituição hospitalar. Também serão adquiridos R$400 mil em medicamentos para reabastecer o estoque da farmácia, além de insumos alimentícios e dietas enterais, insumos laboratoriais e materiais médico-hospitalares.

Já o Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (HUBFS) receberá a quantia de R$407.970,00, dos quais R$276.677,99 serão utilizados na compra de aparelhos de implante coclear (conhecido como "ouvido biônico") e aparelhos auditivos, que irão contemplar pacientes cadastrados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Serão também adquiridos insumos hospitalares, medicamentos, além da manutenção dos equipamentos de raio-x do hospital.

"É a partir do Rehuf que é possível nós aparelharemos melhor os nossos hospitais e assim adequá-los melhor para a população e para as atividades de ensino", afirma o médico e sociólogo Paulo Roberto Alves de Amorim, Superintendente do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh. Ele explica que a liberação desses recursos representa uma das principais formas de aquisição e de custeio para os hospitais universitários atualmente.

Todas as liberações de verbas fazem parte de um planejamento prévio feito pela Ebserh para garantir os investimentos e manutenção dos serviços das unidades. "Esses recursos buscam atender o pleno funcionamento dos hospitais universitários federais na parte de assistência, formação de profissionais, na aquisição de equipamentos e estruturação física das unidades. Desta forma, poderemos aperfeiçoar o que já vem sem sendo feito nessas unidades", explicou Eduardo Vieira, vice-presidente da Ebserh e presidente do Comitê Interno do Rehuf.

Acesse a portaria no DOU e veja quais hospitais receberão os recursos e seus respectivos valores.

O Programa e a Ebserh

Os recursos do Rehuf são geridos pela Ebserh e disponibilizados pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Saúde. O programa destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh. A descentralização dos recursos obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), entre outros.

O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade, além de apoiar o ensino e pesquisa.

Vinculada ao MEC, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. O Complexo Hospitalar integra a Rede Ebserh desde outubro de 2015.

Texto: Coordenadoria de Comunicação da Ebserh com informações do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh