Hospitais do Complexo atenderão crianças e idosos em mutirão da Ebserh

Levar atendimento de saúde e humanização para crianças e idosos que vivem em lares e abrigos em todo o país é o objetivo da terceira edição da ação Ebserh Solidária, que será realizada no dia 20 de dezembro nas cidades atendidas pelos hospitais universitários federais vinculados à Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Em Belém, os Hospitais Universitários Bettina Ferro de Souza e João de Barros Barreto atenderão cerca de 70 pessoas em duas instituições públicas de acolhimento.
 
As instituições hospitalares, vinculadas ao Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh, realizarão a ação no Abrigo João de Deus, localizado no bairro da Cidade Velha, e na creche da Comunidade de Santa Isabel da Hungria, no Guamá. Na manhã do dia 20, a equipe do Barros Barreto prestará assistência aos idosos com serviços de clínica geral, psiquiatria, neurologia, cardiologia, endocrinologia, pneumologia. Na parte da tarde será a vez das crianças receberem atendimento nas áreas de oftalmologia, otorrinolaringologia e nutrição por profissionais do Bettina Ferro.  Ao todo, 27 idosos e 47 crianças serão contempladas pelos serviços.
 
Para o Superintendente do Complexo, Paulo Amorim, a intenção é "reforçar a missão de prestar assistência à saúde da população, atendendo dois públicos específicos, que são crianças e idosos, aumentando assim a abrangência do atendimento para além dos limites físicos dos hospitais". Durante a programação, também serão realizadas ações educacionais preventivas em saúde e doações de presentes devido à proximidade do Natal.
 
As doações de brinquedos para as crianças da creche, e de sandálias, sutiãs e barbeadores para os idosos do abrigo podem ser entregues na sala do Setor de Planejamento e Gestão de Custos do Hospital Barros Barreto e na sala da Gerência de Atenção à Saúde do Hospital Bettina Ferro.      
 
A expectativa é de que, em várias cidades do país, sejam atendidas em torno de 1,3 mil crianças e 1,7 mil idosos, com a participação de aproximadamente 1,2 mil profissionais dos 40 hospitais vinculados à Rede Ebserh dentre assistenciais e administrativos, além da participação de alunos e residentes.
 
O presidente da Rede Ebserh, Kleber Morais, ressaltou o caráter solidário e humanizado da ação. "Essa é a terceira vez que juntamos os esforços de toda a rede em prol das pessoas que mais precisam. E essa edição é especial, pois teremos a oportunidade não apenas de levar educação e saúde, mas também de levar um abraço, um sorriso e um afago justamente em uma época do ano tão significativa, que é o Natal".
 
Histórico positivo
 
No ano de 2017, foi instituído o projeto Ebserh Solidária, que se caracteriza pelo como objetivo de levar atendimento em educação e saúde fora do ambiente hospitalar, com ações de prevenção e promoção da saúde. Na primeira edição, ocorrida em novembro de 2017, houve mais de 16 mil atendimentos a populações em situação de vulnerabilidade social, pacientes em espera na fila de regulação, moradores de comunidades com grande distância de centro urbanos, além de creches, asilos, escolas e comunidades diversas.
 
Na 2ª edição, ocorrida em agosto de 2018, foram realizadas ações educacionais preventivas em saúde, exames, consultas e vacinação na população de venezuelanos que vivem em abrigos em Roraima, sendo realizados mais de 4,6 mil atendimentos na área de clínica médica, pediatria, ginecologia, enfermagem, oftalmologia, odontologia, infectologia e exames de testes rápidos de HIV, sífilis e Hepatite B, e exames de próstata. A ação médico-humanitária se deu em virtude do número crescente de venezuelanos no estado de Roraima, no intuito de minimizar o impacto gerado nos serviços públicos de saúde.
 
Sobre a Ebserh
 
Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O Complexo Hospitalar da UFPA integra a Rede Ebserh desde outubro de 2015.
 
A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.
 
Texto: Paola Caracciolo – Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh, com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh